Archive for the São Paulo Futebol Clube Category

O Peso-Pesado São Paulo F.C.

Posted in Futebol Brasileiro, São Paulo Futebol Clube with tags , , , , , on março 2, 2009 by unieagarcia

Não entendam o título pelo lado positivo da história. Sugiro fazerem a analogia com um boxeador peso pesado (ao melhor estilo Lenox Lewis, Mike Tyson ou Evander Hollyfield) contra um peso-pena, balanceando o que eles tem de melhor e pior.

O time do São Paulo de hoje (e em muitas partidas dos últimos 2 ou 3 anos) vem apresentando a solidez de um peso-pesado. Defesa forte, difícil do adversário encaixar um bom golpe (leiam gol). Nossa zaga e volantes garantem que muitas vezes os adversários ataquem, ataquem, ataquem e não abram o marcador. O mesmo que um Oscar De La Hoya ficar batendo em Mike Tyson durante os 12 rounds… NADA! Uma rocha.

Porém peça para Mike Tyson se esquivar ou contornar a movimentação de um peso-pena. O resultado é um gigante, lento, com golpes fortes porém no ar. O SP deste ano tem mostrado uma ineficácia tremenda no ataque. Não empolga, não tem jogadas criativas (o chuveirinho permanece). Falta objetividade, velocidade, rapidez e por fim, finalizar no gol.

A falta de laterais que apóiem o ataque (como Júnior, Cicinho, Serginho ou Ilsinho) junto com a falta de um meio campo que apareça para fazer a jogada com Dagoberto, Borges ou Washinghton cria um abismo entre ataque e defesa. Falta um meio de campo armador e ofensivo para o São Paulo.

Falta de recursos? Não, têmos Jean e Hernanes, dois ótimos jogadores que sabem chegar ao ataque, porém ficam presos ajudando na marcação. Hugo e Jorge Wagner primam mais pela jogada individual (no caso de Hugo) e lançamentos (JW) do que pela velocidade. E assim o SP fica dependendo de uma “subida ao ataque  criativa” de Hernanes ou Jean para que um dos 3 atacantes que estejam jogando consigam fazer a jogada do gol.

Enfim, somos um peso-pesado contra um peso-pena. Difíceis de sermos derrubados pela sólida defesa, mais com dificuldade para vencer pois não somos rápidos o bastante para encaixar um forte golpe (pois bons atacantes não nos faltam)

Anúncios

São Paulo x Oeste

Posted in Futebol Brasileiro, São Paulo Futebol Clube with tags , , , , , , on fevereiro 27, 2009 by unieagarcia

Depois de muuuito tempo sem escrever sobre o SP,  estou de volta! Não que minha paixão pelo São Paulo Futebol Clube tenha diminuido (isso nunca) mais pela correria de fim de faculdade.

Muito aconteceu desde que parei de escrever, incluindo o hexacampeonato do São Paulo, porém vou me focar do jogo de hoje em diante.

Escrevo este post ouvindo o jogo do tricolor pelo rádio. É difícil comentar algo sem ver ao vivo, mais dá pra ter uma boa idéia do que foi o jogo: mais uma experiência de Muricy Ramalho (e que deu certo desta vez). Não entendam como ironia esta minha frase pois apóio o que Muricy está fazendo. Comentarei sobre o rodízio em outro post, neste vamos tratar somente do jogo.

1º TEMPO: Muito monótono. O São Paulo entrou com Rogério; Zé Luis, André Dias, Miranda (Rodrigo – 2T) e Júnior Cesar (Renato Silva 2T); Jean, Arouca, Hernanes e Jorge Wagner; Washington (Hugo – 2T) e Borges. Apesar de ficar com a posse de bola a maior parte do tempo, o São Paulo foi pouco efetivo e manteve o irritante “chuveirinho”. Nas poucas bolas que foram no gol, o goleiro do Oeste (Weverton) começou a se destacar na partida. Em uma das únicas jogadas de bola no chão, Washington recebeu de costas, virou e mandou pras redes. Este atacante que ficou o primeiro tempo inteiro implorando aos companheiros para colocar a bola nos pés do mesmo.

2º TEMPO: Foi onde Borges confirmou que não era o dia dele. Duas bolas na trave (uma em cada uma) e o restante parando em belas defesas do goleiro Weverton (o destaque do jogo). Além disso logo aos 2′ recebeu cartão amarelo e fica fora do clássico do fim de semana contra o Santos. Não que tenha jogado mal, mais estava com um azar GIGANTE. O São Paulo manteve, como no primeiro tempo, maior tempo de posse de bola, porém variando mais as jogadas resultando em chegadas de maior perigo. Aos 27′ após bola alçada na área pelo Jean, André Dias coloca a bola com a cabeça no canto do goleiro. Aos 42′ após belo passe de calcanhar de Jean (de novo), Hernanes chuta cruzado no canto direito de Weverton.

DESTAQUES: O goleiro do Oeste (Weverton) parou Borges na noite de hoje e pode ser considerado o destaque do jogo. Do lado do São Paulo, o meio campo (apesar de apagado no 1º tempo) apresentou qualidade inquestionável. Arouca, Jean, Hernanes e JW na minha opinião é a melhor opção dentro do elenco que temos. Dentre os quatro, Jean foi o que mais se destacou. Com maior liberdade para subir ao ataque devido a presença de Arouca que ficou mais na contenção, mostrou qualidade de sobra, se destacando mais que o camisa 10 Hernanes.

Jogo a jogo o São Paulo vai melhorando e começando a criar um padrão para este elenco de 2009.