Arquivo para São Paulo e Santos

O Peso-Pesado São Paulo F.C.

Posted in Futebol Brasileiro, São Paulo Futebol Clube with tags , , , , , on março 2, 2009 by unieagarcia

Não entendam o título pelo lado positivo da história. Sugiro fazerem a analogia com um boxeador peso pesado (ao melhor estilo Lenox Lewis, Mike Tyson ou Evander Hollyfield) contra um peso-pena, balanceando o que eles tem de melhor e pior.

O time do São Paulo de hoje (e em muitas partidas dos últimos 2 ou 3 anos) vem apresentando a solidez de um peso-pesado. Defesa forte, difícil do adversário encaixar um bom golpe (leiam gol). Nossa zaga e volantes garantem que muitas vezes os adversários ataquem, ataquem, ataquem e não abram o marcador. O mesmo que um Oscar De La Hoya ficar batendo em Mike Tyson durante os 12 rounds… NADA! Uma rocha.

Porém peça para Mike Tyson se esquivar ou contornar a movimentação de um peso-pena. O resultado é um gigante, lento, com golpes fortes porém no ar. O SP deste ano tem mostrado uma ineficácia tremenda no ataque. Não empolga, não tem jogadas criativas (o chuveirinho permanece). Falta objetividade, velocidade, rapidez e por fim, finalizar no gol.

A falta de laterais que apóiem o ataque (como Júnior, Cicinho, Serginho ou Ilsinho) junto com a falta de um meio campo que apareça para fazer a jogada com Dagoberto, Borges ou Washinghton cria um abismo entre ataque e defesa. Falta um meio de campo armador e ofensivo para o São Paulo.

Falta de recursos? Não, têmos Jean e Hernanes, dois ótimos jogadores que sabem chegar ao ataque, porém ficam presos ajudando na marcação. Hugo e Jorge Wagner primam mais pela jogada individual (no caso de Hugo) e lançamentos (JW) do que pela velocidade. E assim o SP fica dependendo de uma “subida ao ataque  criativa” de Hernanes ou Jean para que um dos 3 atacantes que estejam jogando consigam fazer a jogada do gol.

Enfim, somos um peso-pesado contra um peso-pena. Difíceis de sermos derrubados pela sólida defesa, mais com dificuldade para vencer pois não somos rápidos o bastante para encaixar um forte golpe (pois bons atacantes não nos faltam)

Anúncios

Empate com o Santos, sabor de melancolia

Posted in Sem categoria with tags , , , , , , , , , on junho 1, 2008 by unieagarcia

Reginaldo Castro, LANCEPRESS!)Ufa sobrevivi! Achei que não iria acabar nunca! Foi assim que me senti vendo o jogo entre São Paulo e Santos agora a noite e na minha opinião, o pior San-São que vi nos últimos 5 ou 6 anos!

Basicamente foi um jogo de covardes. É e esta a palavra que cabe melhor, duas equipes com medo ousar. Um Santos jogando a maior parte do tempo na defesa, tentando subidas ineficazes no contra ataque. E o São Paulo? Hunf, passes errados (aos montes), jogadas sem sentido, falta de objtividade, nenhuma criação, pouca movimentação… Para falar a verdade o cheiro do frango com molho de cerveja que minha mãe preparava para o jantar soava mais interessante que o jogo.

O time do SP jogou no 3-5-2 e começou com Rogério Ceni; Alex Silva, André Dias e Miranda; Joílson, Zé Luis, Richarlysson, Hugo e Jorge Vagner; Borges e Aloísio… algumas boas jogadas de perigo (duas que me lembro) e só. Segundo tempo, entra Dagoberto (ele entrou mesmo?) e sai Borges… Nada. 26 minutos e entra Éder Luis no lugar de Hugo, agora vai, SP jogando com dois atacantes rápidos abrindo as jogadas pelas pontas… E NADA DE NOVO!

37 minutos… reforço para a próxima partida! Richarlysson é expulso graças a Deus! E que Deus me perdoe mais podia pegar um gancho de dois ou três meses, assim, pra só voltar no final do campeonato. O Richarlysson depois que virou Ricky esqueceu o futebol dele, vive de chiliques e pensando que é o Gérson, com belos passes, viradas de jogo sensacionais e lançamentos em profundidade… com a diferença que o habilidoso Ricky erra todas.

Resumindo, faltou futebol (e muito!) para o Sâo Paulo nesta noite de domingo (01/06/2008). Um São Paulo apático em campo, sem entrosamento (como um daqueles times que jogava de vez em quando na pracinha perto de casa), com muitos erros de passe, sem nenhuma criação (estou repetindo tudo de propósito), e só para constar… ELES CONTINUARAM CRUZANDO BOLAS NA ÁREA, umas 5 que eu tenha visto só no segundo tempo, e mesmo com os “esguios” Éder Luis e Dagoberto na área somente.

Esta na hora de terminar logo esta pré-temporada. Que fique claro que estou analisando a partida de hoje e não o time do São Paulo. Tudo bem que não tem sido a melhor das temporadas para o São Paulo até aqui, mais não sou corneteiro daqueles que perde duas e acha que tudo é um lixo e que todos tem que ser demitidos. Fomos eliminados de maneira “desanimadora” da Libertadores e perdemos Adriano (to sentindo falta mesmo sem o término do contrato). O Muricy precisa de jogadores isso é óbvio, e precisa começar a olhar com carinho para alguns jogadores da base (na minha opinião Alex Cazumba e Sérgio Mota para começar). O time que aprendeu a jogar em função do “homem-gol” agora tem que aprender a mudar as jogadas, ter mais criatividade e baseado na capacidade que o time do SP tem mostrado, acho vai demorar um pouco para readquirirem um bom futebol.

MANDARAM BEM HOJE: Rogério Ceni (não falhou), Miranda, Alex Silva, André Dias, Zé Luis (belo chapéu, tá virando especialista)… Quando a zaga se destaca, as coisas não estão muito boas.

DERAM PRO GASTO: Aloísio, Joílson, Borges, Jorge Vagner

MANDARAM MAL: Hugo, Dagoberto e Éder Luis (erraram demais….)

NÃO VOU FALAR PARA NÃO SER PROCESSADO!: Richarlysson, o craque Ricky….

Termino de falar de SP por hoje com a frase dita pelo Muricy ao ver o volante Zé Luis tendo que ser retirado de campo: “P*ta que o pariu olha o que o Richarlysson fez!” ao constatar que tinhamos um homem a menos na marcação.

Um abraço a todos.